Tendências, um aviso de mudanças

por | jun 28, 2021 | Estudos de Futuros, Futurismo

Por Jaqueline Weigel para Jornal Gazeta do Sul, 28/06/2021 ( imagem Mobile Transaction)

Tendências traduzem possibilidades frente a sinais de mudança manifestados ou em andamento. São sinais que anunciam mudanças claras de comportamento social, que trazem impactos diversos e exigem novas respostas de diversos setores.

Quem ainda paga contas com cheque ou perde horas na fila do banco para quitar um boleto?  Usa relógio para saber a hora, guarda dinheiro vivo em casa ou liga para agência reservar passagem aérea?  Cringe é um adjetivo moderno usado para classificar pessoas que fazem coisas fora de moda, ultrapassadas, cafonas mesmo. 

Estar fora de moda não é um problema, mas não entender como tendências anunciam mudanças é viver com a janela do futuro fechada.

Futuristas não apreciam tendências porque elas anunciam mudanças que já estão em andamento, e que chamamos de futuro provável, já anunciado.

Na academia de futuros, recomendamos que pessoas e empresas não tomem decisões importantes com base em tendências, porque elas podem trazer uma visão muito particular ou colonizadora, e porque podem ter uma base frágil de sinais que ao longo do tempo, podem se mostrar fracos e irrelevantes.

Sinais anunciam futuros em formação, e revelam coisas que sem projeções imaginativas não teríamos como descobrir. Além disso, nos mostram riscos, oportunidades, e pontos de alerta imediato , para que possamos investir no futuro, não no presente ou apenas em manter o que já não serve mais.

Na próxima década, o poder econômico muda de endereço e de mãos, estará com a sociedade em pequenos aglomerados e nos mercados emergentes A tecnologia, em avanço exponencial, facilita a vida do consumidor, e exige das empresas reinvenção imediata. As novas causas sociais, que vieram para ficar, trazem pautas de inclusão e diversidade inegociáveis. A longevidade é uma realidade, e os cuidados com a higiene das últimas décadas contribuiu para o aumento da idade média de vida dos humanos no planeta. As mudanças climáticas estão no topo da agenda global, e já não temos mas tempo de reverter algumas coisas, o que coloca avida humana no planeta em risco.

Até 2025, 50% das empresas investirão pesado em proteção de dados, para proteger privacidade. Assim como 40% das empresas oferecerão experiências virtuais e físicas para clientes e funcionários.  

A desigualdade de gênero e uma questão urgente e deu origem à she economy, segundo meu radar de tendências, um dos mais avançados do Brasil no assunto pesquisas de futuros.

Como isso afeta sua vida e seu negócio?

Estar atento à mudanças é a chave para antecipar-se e elas e liderar o mercado na próxima década. Tenha seu próprio radar, escolha múltiplas fontes. Fique atento, e descubra, antes do seu cliente o que ele pode precisar na etapa seguinte. O novo mercado é para quem se antecipa, não para quem responde com o mínimo ou o que agora é básico.

Share on facebook Facebook Share on twitter Twitter Share on linkedin LinkedIn