RENASCIMENTO CULTURAL

A maior crise de todos os tempos. Muita dúvida e uma certeza: há uma força universal movendo nosso mundo, e inúmeras pessoas estão respondendo juntas aos desafios do planeta. Chegou a hora do renascimento cultural do planeta.

Estou no meio do debate em São Francisco, no SU Global Summit, conferência global da Singularity University. 60 países e pessoas de todas as disciplinas trocando ideias sobre como resolver os problemas sociais e como, a partir de agora, criar um mundo que abrigue confortavelmente seus habitantes.

Cases incríveis de startups que têm como objetivo impactar pessoas em todo mundo. A ideia coletiva é unir forças, criar em pouco tempo um futuro melhor para todas as pessoas ao redor do globo.

Este não é um movimento seletivo ou capitalista: é inclusivo. Bilionários e líderes influentes de todo mundo participam ativamente deste desafio, e o que os move não é ganhar mais dinheiro, mas sim compartilhar o poder no movimento de cura dos dilemas do ecossistema humano.

Todos os segmentos estão em transformação. Mais do que inovar ou apenas entrar em formatos digitais precisamos nos envolver com este fluxo rapidamente. O que é bom para o planeta será bom para os negócios. Este é o lema a partir de agora.

Existem ameaças, sem dúvida. Os atores deste filme precisam ter ética e bom senso, e a dualidade entre o bem e o mal continua, mas tende a diminuir nas próximas décadas.

A natureza humana é luz, mas ainda não estamos prontos para viver em um planeta sem risco. Nosso desenvolvimento como seres vivos e conscientes é o maior desafio. A tecnologia é a alavanca para que o ser humano seja o grande protagonista da vida nesta dimensão.

Novos materiais como grafeno, projetos com transporte veloz em cápsulas, bitcoin, blockchain, robôs cada vez mais simpáticos e a incrível inteligência artificial mudarão nosso jeito de navegar pela vida.

No debate de ontem, Jeremy Howard, expert em Inteligência Artificial chamou de bolshit (bobagem) os clássicos jargões sobre Inteligência Artificial: é perigosa, tomará o lugar dos humanos, nos deixará artificiais. Afirmações como estas mostram apenas ignorância sobre o assunto. AI ou IA fará arte de nossas vidas e dos nossos negócios.

Renascimento cultural

Estamos no que Klaus Schwab chamou de renascimento cultural. 3,5 bilhões de pessoas estão conectadas na rede, mais e mais dados estão à disposição da inteligência do mundo. Entramos no módulo abundância, na era de pensar grande, dividir tudo, incluindo poder e recursos.

Muitas pessoas ainda não entendem muito bem como funciona este que já é um mundo paralelo real. As notícias do dia a dia e o vício de manter o foco maior na sobrevivência e na parte rasa da vida vem do jeito escasso de viver a vida, para o qual fomos muito bem treinados.

Quanto mais colocarmos o foco nas sombras do mundo, mais medo teremos, menor será a esperança e menos capazes seremos de ativar nossa criatividade para transformar o planeta. A convocação de mudar o mundo vem sendo estendida a todas as pessoas do planeta.

Quando falamos em futuro, alguns imaginam um mundo distantes, com experts e aprendizes ou beneficiados passivos, quando na verdade eu, você e todos nós precisaremos nos envolver. É um erro achar que para ajudar o mundo é preciso fazer algo muito grandioso. O grandioso vem da soma de muitos movimentos pequenos.

Encontre seu desafio, coloque foco na construção de algo novo – não no lamento do que já está quebrado. Seguem algumas ideias para que você se engaje nesta causa:

  1. Escolha o ecossistema ao qual você pertence (finanças, transporte, energia, educação, etc);
  2. Questione-se sobre como você está contribuindo com seu setor de forma ativa;
  3. Pesquise sobre o que está sendo discutido neste segmento;
  4. Una-se a grupos de trabalho perto de você ou pela Internet;
  5. Deixe de lado o vício de viver em torno de si mesmo;
  6. Dedique tempo, energia e recurso para fazer parte deste movimento;
  7. Ache uma forma útil de participar de projetos em sua área.

RENASCIMENTO CULTURAL

Você também faz parte do planeta

Parece fácil, mas os antigos vícios o farão adiar ou hesitar. Falta de tempo, não saber direito como ajudar, medo de investir ou assumir compromisso ou custos novos. Medo gera escassez, coragem gera abundância.

Aqui está a verdade: pare de se comportar como alguém que não faz parte deste planeta e que espera que alguém resolva os problemas do mundo para você. Crie coragem e invista em uma jornada inovadora. Não existe retorno sem investimento. De tempo, energia e recurso financeiro.

O gratuito não tem valor e não passa de degustação ou isca para venda. Crie valor para seu negócio ou para sua carreira. Dinheiro virá como recompensa do seu esforço e retorno da sua participação.

A nova ordem do mundo diz que você receberá de volta aquilo que investiu na mesma proporção, e o extra virá da forma apaixonada com que trabalhou pelo progresso da humanidade. Esta é a antiga lei da física, de ação e reação somada à lei quântica sobre a energia do dinheiro.

Temos vivido de forma pobre e medíocre. Desafio você a se olhar no espelho e buscar resposta para a mais inquietante pergunta de todos os tempos:

“como você deixará de lado seu módulo padrão e entrará neste movimento para ajudar o planeta a entrar em 2020 melhor do que entrou em 2017?

Há uma sequência de ideias e assuntos que nos ajudam a construir este novo pensamento. Na W criamos Trilhas de Aprendizado e Desenvolvimento que facilitam a ruptura e a entrada neste novo mundo. Convido você e sua empresa a virem aprender conosco.

Unimos Educação e Desenvolvimento porque entendemos que esta convergência acelera a transformação.

Para se aprofundar nesse tema e participar do futuro, conheça nossa AGENDA DE CURSOS.

Viajamos o Brasil todo conectando pessoas e empresas com o futuro.

Saiba como levar a W Futurismo para a sua cidade clicando aqui.

Por Jaqueline Weigel

Publicado originalmente em Futuro Exponencial